Alimentação

Desperdíco o que fazer?

4 de setembro de 2016

author:

Desperdíco o que fazer?

Quem tem papagaios em casa sabe bem do que estamos falando, boa parte da comida que colocamos vai para o lixo. Levando em conta a crise mundial, o número alarmante de pessoas com fome no mundo e o rombo em nossos bolsos, é compreensível, que o momento de diversão do papagaio, seja de pura tristeza para o tutor.

É comum escutar dos tutores:  não adianta colocar variedade, ele só come o que gosta, ou ele não gosta dá uma bicada e deixa cair.

Bem, primeiramente é importante entendermos que mesmo os criados em ambiente doméstico e nascidos em criatórios, mantêm características das aves selvagens, entre elas podemos citar o hábito de deixar comida cair da boca e o jogar mesmo alimentos no chão.

Mas por que fazem isso?

A natureza é toda perfeição, cada ser e elemento cumpre um papel dentro de um sistema rico, complexo e perfeitamente interligado. Cumprindo duas de suas muitas funções neste complicado sistema, os papagaios, araras e outras aves deste grupo cuidam de fornecer os alimentos de árvores altas para os animais que ficam no solo e também contribuem para o enriquecimento do solo e espalhar as sementes para a próxima colheita.

Tem como corrigir esse comportamento?

Sinceramente, não consigo imaginar como corrigir uma coisa tão inerente a natureza deles. Nós humanos por exemplo, comemos da forma como fomos educados em nossa cultura (com as mãos, palitinhos ou talheres), nos são apresentadas regras e compreendemos o que é aceitável ou não. Se observarmos as aves elas bicam, seguram e durante a mastigação vão deixando cair, seu bico foi projetado pra isso, diferente de nossa boca que apreendemos o alimento e mastigamos com a boca fechada e o alimento preso dentro. Nas aves o movimento de bicar e quebra do alimento é realizado com movimentos de abrir e fechar o que fatalmente contribui para o fato.

O que fazer?

Já que neste aspecto não podemos mudar sua natureza, podemos tentar minimizar o desperdício. Na minha experiência prática, observando a rotina de alimentação deles, pude perceber que (ao menos com os meus) o pegar e jogar, não significa que ele não goste daquele alimento, ou seja, que ele joga fora o que não gosta, e sim, o primeiro alvo é o que mais gostam, eles arremessam o obstaculo que esteja na frente para alcançar o pedaço que mais gostam. Conclui isso, ao observar por diversas vezes que quando comiam em locais que tinha uma plataforma embaixo, após comer “o que mais gostam”, eles desciam e continuavam a refeição consumindo os pedaços arremessados.

Então, se posso dar uma sugestão é colocar a comida em um sistema de mesa/ bandeja como self service, largo o suficiente para poderem espalhar a comida, remexer e pegar o que quer, sendo larga comem em cima e a comida tende a cair dentro da própria bandeja.

Pode-se também colocar uma base larga abaixo do comedouro para que a comida caia nela e evite cair direto no chão, prevenindo assim contaminação.

Observei também que quando se coloca a comida em pequenos pedaços o desperdício cai exponencialmente, mas, por outro lado percebo que estou economizando em detrimento de tirar deles horas de prazer em segurar, bicar e manipular os pedaços maiores, que servem além de nutrição , como fator de distração e minimização do stress, desse modo, aqui, tenho por hábito além de novidades nos tipos de legumes e frutas oferecidos, costumo diversificar as formas, apresentando em vários formatos, seja picadinhos, em rodelas, cubos ou palitinhos.

Algumas espécies como as calopsitas gostam de ciscar na comida como fazem as galinhas, colocar a comida dela em pratos ou vasilhas rasas e largas pode ser uma boa solução, particularmente não gosto de colocar no fundo da gaiola mesmo que esteja em cima da grade, pela proximidade que fica com a bandeja de dejetos, aqui optei por usar um prato plástico de vaso de planta, ele fica suspenso e ali dentro coloco o prato de verduras e legumes.

Outro hábito de alguns deles é o forrageamento.

Dicionário Formal: Forragear significa procurar, remexer, destroçar..

Como falamos anteriormente, mesmo nascidas e criadas fora do de seu habitat natural, as aves mantêm alguns comportamentos semelhantes aos selvagens de sua espécie. O forrageamento é uma delas, desse modo, gostam de descer, procurar e remexer nas coisas em busca do que pode ser alimento. Assim a comida que cai também tem essa finalidade, em algum momento vão descer e remexer nos pedaços caídos procurando alimento.

Aqui é importante a atenção do dono já que um ambiente de pequenos viveiros e gaiolas é muito diferente da vida livre, o espaço é mais restrito e essa comida que cai se junta aos restos de urina e fezes

Manter uma rotina diária de limpeza e esconder alimentos em vários locais do viveiro deles pode ser uma boa solução para evitar problemas de contaminação e suprir essa tendencia de forrageamento.

Finalmente, observar a quantidade que sua ave come também é um bom caminho, o papo deles é bem pequeno, o consumo é bem pouco a cada refeição, observar a quantidade consumida e ir ajustando diminui muito o desperdício, como também fracionar as refeições, colocando poucas quantidades distribuídas em horários de refeições tradicionais (café, almoço e janta). Conversem sempre com seu medico veterinário ou especialista em comportamento animal,, ele é a pessoa indicada para lhe orientar e corrigir o manejo das suas aves.

error: Conteúdo protegido