Alimentação

Dieta de Papagaios

15 de setembro de 2016

author:

Dieta de Papagaios

Vamos de girassol???
Não!!!
Por muito tempo, foi fato consumado que a alimentação dos papagaios consistia basicamente de girassol e algumas frutas. E muitos papagaios, ainda hoje comem somente girassol, ou girassol e algumas frutas. Infelizmente esse fato ainda faz parte da nossa rotina de atendimento, aqui na clínica Prosilvestres. Nossa maior rotina com papagaios é relacionado aos erros de manejo, como alimentação, recintos (gaiolas) inadequados, poleiros, ambiente e outros, mas hoje vamos nos ater na alimentação.
Quando recebemos um papagaio que come a 10, 20, 30, 40 anos semente de girassol, Percebemos de forma direta, assim que ele entra na clínica, pois observamos algumas alterações físicas (na aparência, nas penas, escore corporal) e já ficamos preocupados. Como por exemplo, a coloração das penas, a qualidade das penas e um sobre peso, literalmente animais “gordinhos”.
E por que isso? Mas eles gostam, ele pede!, o que vou dar para ele? Qual mal pode fazer para saúde dele? E na natureza, ele não come sementes? Irei responder a essas perguntas e orientar no que for possível!
Na natureza, essas aves, passam a maior parte do tempo voando, se exercitando e assim, toda energia (gordura) proveniente das sementes é gasta e metabolizada. Por isso eles comem e necessitam comer sementes quando em vida livre.
Ao se tornarem pet, se tornarem nossos amigos e passam a viver em viveiros, espaços reduzidos e não necessitam voar para comer e assim, perderam um pouco a possibilidade de se exercitar mas ganharam amigos e espaço seguro. Quando a alimentação possui excesso de carboidrato, gordura, a tendência natural é um sobre peso (paciente fica “gordinho”).
E por que isso pode ser prejudicial a saúde do nosso amigo de penas?
O excesso de gordura, prejudica, “ataca” o fígado, fazendo com ele trabalhe mais e de forma
muito intensa, podendo levar a uma hepatite e se não tratada pode se tornar algo muito sério
para o paciente. O fígado é responsável pela coloração das penas, queratinização do bico,
unhas e por isso quando há uma alteração hepática esses apêndices (unha, bico, pena), ficam
alterados, penas com cor alterada, bico tem o crescimento exagerado (prejudicando o animal
de se alimentar) assim como também é responsável pela metabolização de medicamentos, o
que pode colocar em risco o paciente caso ele necessite ser medicado por alguma razão
(doença, por exemplo, ainda mais se for algo crônico) ou vá passar por uma cirurgia/anestesia.
Aqui na clínica, já tivemos um paciente que primeiramente antes da cirurgia, fizemos uma
dieta, até que o fígado estivesse bem.
Além do fígado, outros órgãos ficam acometidos, como as artérias com deposição de gorduras,
o que ira comprometer o coração, fazendo com que ele trabalhe mais e tenha um esforço
maior de forma desnecessária, diminuindo a vida funcional do coração e consequentemente
podendo reduzir a vida do nosso amigo. O sobre peso também poderá prejudicar as patinhas,
podendo levar ao aparecimento da pododermatite, que é uma lesão na sola dos pés dos
papagaios, inicialmente aparenta ser apenas um processo inflamatório que pode cursar até
mesmo com uma infecção óssea (osteomielite) e quando chega nesse ponto, o risco de vida se
torna muito alto. A pododermatite provoca dor, desconforto, faz com o que o animal interaja
menos com as pessoas da casa, coma menos, se exercite menos e com isso consequentemente
possa levar o paciente a ficar doente.
Por essas razões se torna muito importante cuidar da alimentação, proporcionando uma dieta
balanceada, adequada! E não pela estética mas pela saúde dele!
Podemos evitar problemas, doenças, só depende da gente.
Mas qual alimentação ideal?
Hoje em dia, já temos rações especificas para espécie de marcas tradicionais e de qualidade.
Além disso, a própria mistura de grãos (evitando o girassol por ser rico em gordura) pode e
deve ser oferecida mas em pequenas quantidades, apenas como um complemento. A grande
maioria do alimento deve consistir de frutas das mais variadas, como banana, laranja, maça
(deve-se tirar o caroço por conter cianureto que é uma substância tóxica), mamão (deve-se
tirar a casca por conter papaína que é uma substância tóxica), goiaba, melão, manga, pera,
cereja, deve-se evitar alimentos com agrotóxico. Podemos acrescentar a dieta, Verduras,
como, Alcachofra, acelga, agrião, almeirão, bertalha, brócolis (folha e flor), cebolinha, cheiro
verde, chicória, coentro, couve, couve-flor (folha e flor), endívia, escarola, hortelã, mostarda,
repolho, repolho roxo, rúcula, salsa,serralha, etc.
Deve-se evitar bebidas alcoólicas, refrigerantes, café, açúcar, sal, alimentos “humanos” (Biscoitos, massas,
petiscos, etc).
Devemos lembrar que Os papagaios, jandaias, aratingas e afins são muito resistentes a
mudanças de dieta e podem levar semanas a meses para estarem completamente adaptadas à
uma nova alimentação.
Se o seu animal possui dieta baseada em sementes (girassol) e outros alimentos calóricos, a
mudança para nova dieta deverá ser feita de forma gradual e lenta e o alimento antigo
somente poderá ser removido completamente quando houver absoluta certeza quanto à
aceitação do novo alimento.

Caso, tenha alguma dúvida, estamos a disposição para ajudar!

Texto:
M.V. Rafael Nudelman
CRMV-RJ 11 684
Prosilvestres – Medicina de Animais Silvestres
www.prosilvestres.com.br
Facebook: Prosilvestres
nudelmanvet@gmail.com