Brinquedo

Papagaio Responde: Brinquedos

17 de fevereiro de 2016

author:

Papagaio Responde: Brinquedos

 “Olá, Bom dia! acompanho sempre a sua página e adoro os vídeos que você faz. Acho a Calora uma ciumenta e o Empada e o Azeitona parecem uma gangue quando resolvem aprontar. (Dá cobertura ae irmão, distrai ela!) Rsrs.Queria tirar uma dúvida em relação à brinquedos para papagaio. Tem sempre que ser de madeira?? Eu falo para a minha que ela é igual àquelas crianças que destroem tudo e por isso não tem brinquedos. Rsrs. Já comprei aquelas bolinhas de plástico rígido com sininho dentro (nas lojas é vendida como bolinha para gatos) e como sempre que apresento algo novo para ela fico do lado acompanhando como ela vai agir. Meu Deus! Ela pega com toda a força daquele bico e só escuto os crec crecs. Rsrs. Logo tenho que tirar com medo dela quebrar o plástico e engolir algum pedaço.

Já vi em alguns vídeos que algumas pessoas dão bichinhos de pelúcia, mas sei que ela logo vai destruir e tenho medo que engula o enchimento… Não sei o que posso dar para ela que não tenha tanto risco. Não sei se ela tem uma personalidade destruidora ou se é da espécie! Huahua. Gostaria de saber se você dá brinquedos comprados para os seus, se faz alguma coisinha em casa. Já pensei em fazer cordinhas com barbante mas não sei que existe o risco dela engolir fiapos do bastante e eles não serem digeridos. Agradeço desde já a atenção. Obrigada. Bjus.”   Papagaio Responde: O tema brinquedo está entre os nossos preferidos, ele está tão ligado a aves em ambiente doméstico como o ligamos as nossas crianças, difícil pensar em crianças sem brinquedo. Para compreender melhor esta necessidade devemos voltar ao ambiente natural das aves. Bem, ao contrário do ambiente restrito e controlado em viveiros e gaiolas, na natureza tem uma imensidão de quilômetros para voar, a necessidade de procurar alimentos, de ficar atento aos predadores (e são muitos), a diversidade de membros no bando para interagir, flores, frutos, folhas, insetos, bichos, sons e tudo mais de interessante que se tem para explorar ocupa boa parte do tempo deles, sabe-se que pelo menos 40% do tempo é gasto na exploração e busca por comida, desse modo, podemos concluir que as aves em ambiente natural tem uma vida muito ativa e interessante. Assim fica mais fácil compreender como é fácil se entediar em um viveiro quando não se tem nada pra fazer, ou quando o humano espera que água, comida e 1 brinquedo é suficiente, ou quando olhamos para viveiros vazios. Ás vezes chego a ter raiva da imagem do famoso passarinho piu-piu, fico imaginando se não influenciou nessa percepção de um balanço numa linda gaiola é sinônimo de felicidade. Vamos ao ponto e por partes das perguntas:

  1. Tem sempre que ser de madeira? não, por exemplo temos bons brinquedos em plástico atóxico resistente. A questão das peças em plástico é o tamanho da potência do bico, para alguns como papagaio e arara eles podem quebrar e comer. A madeira tem a vantagem de ser um material natural e dentro do que ele teria em habitat natural;
  2. A bolinha de plástico rígido para GATO: Foi criada para gato, eles normalmente não tentam comer a bolinha, a ave além de arrebentar este plástico que é bem frágil e engolir pedaços, como já colocado em posts anteriores o guizo que vêm dentro é bem perigoso;
  3. Quanto a parte da sua ave que é igual aquelas crianças que destroem tudo e por isso não tem brinquedo: Sua ave é saudável, esperta e esta utilizando o bico uma necessidade para eles, bicos são estruturas vivas e precisam ser desgastados roendo. As crianças que desmontam (quebram), abrem, usam de outra forma, são no futuro profissionais de sucesso, cientistas, engenheiros que por sua característica curiosa e exploradora inventam coisa boas para nosso conforto, sempre respiro feliz quando encontro um brinquedo quebrado, significa que foi usado, o conservado, guardado, não devia ter sido comprado, é uma peça inútil e sem serventia;
  4. Bichos de pelúcia – Não são brinquedos para aves, não quer dizer que não podem chegar perto, ou brincar as vezes o tutor olhando, o tecido da pelúcia é bem irritante, muitos psitacídeos gostam de bicar e engolir os fiapos;
  5. Vai ter quem diga, ” Mas o meu não fica trancado numa gaiola, ou grande viveiro, deixo solto em casa”. Solto em casa, sem local específico de playground e brinquedos, tudo mesmo dentro da sua casa vai virar “o brinquedo” dela, o risco é imenso porque adoram se enfiar em locais improváveis, são atraídas por fios elétricos, comer nosso controle remoto, roer móveis e tudo mais que possam julgar interessante;
  6. Os brinquedos vão variar de acordo com tamanho e potencia da espécie, aqui 90% dos brinquedos compro de empresas que confio, mas , temos consciência que tudo tem risco, em menor grau mas tem. O que percebemos é que como disponibilizamos espaço amplo, muitos galhos de árvore frutífera e vários brinquedos (todos em madeira), eles estão sempre brincando entre um e outro, você pode fazer brinquedos se tiver habilidade manual, é bem válido já que destroem mesmo e de tempos em tempos temos que trazer novos.

Logo, logo estaremos entrando com brinquedos aqui na página, não podemos adiantar nada ainda, fiquem de olho. Esperamos ter ajudado de alguma forma, abraços!