Saúde

Porque o Papagaio Comia Teia de Aranha? Mistério Resolvido

22 de abril de 2019

author:

Porque o Papagaio Comia Teia de Aranha? Mistério Resolvido

Quer economizar no Médico Veterinário, medicamentos, tratamentos? Isso sem falar em evitar todo desgaste emocional do tutor e da ave…..

Invista em alimentação de qualidade, é comum ver tutores reclamando do preço da ração extrusada, ou mesmo das frutas e verduras, e sabemos que é caro, além disso como tutores que somos, também vivemos a realidade do desperdício, mas o erro no manejo alimentar das aves de cativeiro como papagaios, araras, calopsitas, periquitos e cacatuas entre outros, são responsáveis por grande parte dos atendimentos em clinicas veterinárias, a maior parte dos pacientes sofrem de doenças advindas de nutrição errada ou hipovitaminose, ou seja, desnutrição avançada.

E você pode até pensar: “Mas eu dou comida, ele come muito, como pode estar desnutrido?”

Então temos que aprender que existe uma diferença gigante entre COMER E NUTRIR-SE, ou SE ALIMENTAR E SE NUTRIR.

Podemos comer toneladas de “comidas” sem valor nutricional nenhum, ela matará nossa fome porque encherá nossa barriga, mas não nos dará substâncias essenciais para o bom funcionamento do corpo como vitaminas, minerais, aminoácidos e etc…. Com o tempo o corpo começa a sofrer esse desequilíbrio e desenvolver doenças das mais diversas.

A alimentação deve atender requisitos como:

-Qualidade e confiabilidade – Sei que para muitos é difícil, mas devemos pesquisar e buscar produtos de boa procedência, que tenha segurança, higiene e bem acondicionados para evitar contaminação e alteração do produto.

-Variedade – Temos várias classes de alimentos e são ricos em graus diferentes em substâncias diferentes, não podemos esperar que uma ave por exemplo que só se alimente de goiaba e banana por meses ou anos ,tenha todas as suas necessidades atendidas nessas duas frutas. Infelizmente o que pode ser exagero é a realidade de muitas aves, que tem sua alimentação restrita a poucas opções, é preciso ter um cardápio rico e variado, e podemos também variar de acordo com frutas, verduras e legumes da estação, ficando fácil de encontrar e mais barato devido a fartura na oferta.

-Higiene – Intoxicação, diarreia e infestações por parasitas são exemplos de problemas que podemos ter pela falta de higiene no manuseio e oferta dos alimentos, é importante que sejam lavados e desinfetados com produtos específicos antes de serem ofertados as aves.

Nos atendo ao caso do vídeo onde o papagaio apresenta sintomas de deficiência de minerais e proteínas , é importante que nesses casos além da correção na dieta , deve-se acompanhar essa ave através de exames a fim de determinar se a deficiência é falha na dieta ou resultado de doença em curso, algumas afetam o sistema digestório e por melhor e mais rica que seja a alimentação ingerida, o corpo não absorve, então nesses casos é preciso tratar a doença. O acompanhamento do médico veterinário é fundamental, mesmo que, apesar de sabermos que aves comendo fezes, roendo a parede e até comendo teia de aranha seja deficiência na nutrição, principalmente se o tutor já fornece uma boa alimentação, a investigação através de exames se faz necessário.

A deficiência de minerais nas aves pode causar: Falha na reprodução, pancreatite, queda na produção de ovos, esterilidade em machos, morte de embriões, anemia, deformidades, despigmentação das penas, empenamento ruim, descamações.

As causas da insuficiência de minerais no organismo da ave pode ser ocasionada por: Doença no trato gastro, Infestação por parasitas, ingestão insuficiente de gorduras que ajudam na absorção de minerais pelo organismo e alimentação deficiente.

Quanto as proteínas, elas são substâncias formadas por um conjunto de aminoácidos ligados entre si através de ligações peptídicas. Existe duas categorias de aminoácidos, aqueles que as aves não sintetizam totalmente ou em quantidade suficiente para atender suas necessidades, estas são chamadas essenciais e a outra que podem ser sintetizadas a partir de outros aminoácidos, são chamados de não essenciais.

É fundamental a proteína na dieta das aves, mas também é importante saber que as necessidades dela muda de acordo com a idade. Indivíduos jovens a exemplo, os filhotes necessitam de um aporte maior de proteína já que estão em período de desenvolvimento e empenamento. Para os indivíduos jovens e adultos necessitam de doses baixas de proteína apenas para manutenção das suas funções corporais, aves em período de reprodução ou muda precisam de um aporte maior.

Aqui também reforçamos a necessidade de acompanhamento veterinário e exames que detectem os níveis dessas substâncias, ajustes na dieta ou suplementação devem ser acompanhados já que o aumento excessivo da proteína na dieta das aves está relacionado a problemas como aumento do ácido úrico, produção de ureia, nefrites e gota.

As proteínas atuam em muitas funções no organismo, ela está presente em todos os processos biológicos, por exemplo: Elas atuam como enzimas, participam do processo de contração muscular, função hormonal, na defesa do corpo, na coagulação e transporte de oxigênio.

A deficiência de proteína nas aves afeta a produção de ovos, perda de peso, deficiência no empenamento ou muda completa da ave.

Por fim, reiteramos a importância de uma alimentação adequada, check-ups regulares com um Médico Veterinário especialista em aves silvestres e exóticos.

error: Conteúdo protegido