Comportamento Espécies

Posso Criar o Papagaio Verdadeiro e o do Congo Junto?

10 de maio de 2019

author:

Posso Criar o Papagaio Verdadeiro e o do Congo Junto?

No vídeo tratamos aspectos quanto a criação em mesmo viveiro do papagaio verdadeiro e papagaio do congo, aqui no texto complementamos com informações sobre cada espécie, local de origem e outras características sobre as espécies.

PAPAGAIO VERDADEIRO

Nome Científico: Amazona aestiva

Nome Popular: Papagaio verdadeiro, Papagaio boiadeiro, papagaio grego, papagaio da fronte azul, papagaio trombeteiro, ajuruetê, curau, ajurujurá

 

Características

Comprimento: Média de 38 cm

Peso Médio: 400 gr

Características físicas: Penas azuis na testa, acima do bico e amarelo na cara e coroa. Distribuição do azul e amarelo varia muito.

Expectativa de Vida: Média de 60 anos, tendo relatos de indivíduos que alcançaram os 90 anos.

Maturidade: 5 a 6 anos, em ambiente doméstico isso pode cair pela metade.

Incubação: 28 dias

Postura: 2 a 3 ovos

Temporada: agosto a dezembro

 

No Brasil é encontrado:

Centro-oeste – Goiás, Mato Grosso e Minas Gerais

Nordeste – Bahia, Piauí e Pernambuco

Rio Grande do Sul

Ausente no litoral

América do Sul – Argentina, Bolívia e Paraguai

 

PAPAGAIO DO CONGO

Nome Científico: Psittacus erithacus

Nome Popular: Papagaio do congo, papagaio cinzento, papagaio do gabão

Características

Comprimento: Média de 33 cm

Peso Médio: 470 gr

Características físicas: Corpo predominantemente cinza claro, bico preto e penas vermelhas na cauda.

Expectativa de Vida: Média de  +60 anos.

Maturidade: 3 a 5 anos.

Incubação: 30 dias

Postura: 3 a 5 ovos

Temporada: Tem variações de acordo com a localidade, tem registro entre janeiro e fevereiro e junho e julho.

Nativo da África Equatorial, incluindo Camarões, República Democrática do Congo, Gabão, Costa do marfim, Angola, Uganda e Quênia.

 

Alimentação

Em Natureza: Castanhas, frutas silvestres e sementes, predominantemente as leguminosas.

Em cativeiro: Ração extrusada, frutas, sementes e vegetais.

*Aqui é importante frisar que apesar de se alimentarem de sementes, castanhas e outras oleaginosas em vida livre, o gasto calórico deles é muito elevado, voam quilômetros todos os dias em busca de alimentos. Em ambiente doméstico tem baixíssimo gasto calórico, a alimentação deve ser bem controlada e equilibrada já que a espécie tem tendência a obesidade e desenvolve facilmente problemas decorrentes da obesidade como os problemas hepáticos e outras desordens de fundo nutricional.

 

Como Pet

Apesar de ter ganhado fama pela graça e malandragem do zé carioca, a Amazona aestiva tem um temperamento difícil e dominante. Sua inteligência aguçada exige um ambiente rico de estímulos e um tutor experiente afim de se evitar problemas comportamentais como agressividade, gritaria excessiva, automutilação e depressão.

Já o Papagaio do Congo ficou famoso no mundo inteiro com as façanhas do papagaio Alex e a pesquisa de mais de 40 anos sobre a espécie feita com ele e outros congos pela cientista Irene Peppeberg. A sua notável inteligência e fama de papagaio mais inteligente do mundo levaram a um aumento expressivo na procura por esta espécie como pet, assim como o tráfico dessa espécie, chegando a hoje o perigoso número de ter apenas 1% em vida livre e estar em risco de extinção iminente da espécie na natureza.

Assim como o aestiva ele é muito inteligente, bem mais difícil e dominante que o aestiva, necessita de tutor experiente, ambiente rico em estímulo e alto grau de atividades. Tem muita propensão a automutilação, quadros de agressividade, depressão, mas, ao contrário do aestiva costuma ser um papagaio silencioso.

Tanto o papagaio verdadeiro como o papagaio do congo vivem em bandos, sendo aconselhável em ambiente doméstico ter outra ave para companhia dele, são aves alegres, ativas, brincalhonas, observadoras e adoram interagir e participar da vida familiar humana.

O tutor deve dedicar tempo diário a eles afim de mantê-los sociáveis, são aves que com pouco manejo e criação distante dos humanos tendem a ficar arredias e não aceitar contato ou aproximação.

Brinquedos são necessários e deve ser avaliado sempre os quesitos de segurança, já que podem se machucar com eles e até ir a óbito em alguns acidentes.

Espaço para voar ou viveiros grandes são desejáveis e importantes, quanto mais exercício a ave faz, mais relaxada e feliz e melhor a convivência.

E vamos ao quesito fala, já que foi devido a essa habilidade que o mesmo ganhou a fama, mas com ela também veio sua desgraça, a cobiça e encanto pela espécie o levou a ser o papagaio mais traficado no Brasil e no mundo. O que pouco se fala é que nem todos falam. Falar e falar muito esta muito ligado a questão de personalidade, então, vamos encontrar papagaios muito comunicativos que falam muito, chegam a cantar músicas inteiras, outros mais tímidos falam uma ou duas palavras, muitos passam a vida sem falar ou só assoviam, todos estão dentro do esperado a espécie, o humano que deseja adquirir um que deve olhar a espécie como um ser completo, cheio de beleza e qualidades e não e tão somente um bicho que reproduz sons, já que o desgosto, desprezo, abandono e doação da espécie por não falar é uma realidade em nosso país, infelizmente.

 

error: Conteúdo protegido